quarta-feira, 13 de junho de 2018

FIPE divulga resultados de sua última pesquisa do desempenho da indústria editorial brasileira



  

     A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) divulgou sua última pesquisa do desempenho da indústria editorial brasileira. O único subsetor que apresentou aumento real de vendas foi o de livros religiosos, registrando 2% nos últimos dois anos (2016-2017). Alguns analistas entendem que o aumento da procura por livros religiosos está ligado à crise econômica que afeta o país desde 2015. Via de regra, o conteúdo destas obras traz esperança para o leitor e a leitora diante das dificuldades.

     Entre 2006 e 2011, o setor editorial como um todo teve uma expansão. Mas entre 2015 e 2017 as perdas e o faturamento das editoras despencaram em torno de 20%. O subsetor de Obras Gerais perdeu 42% nos últimos doze anos. A boa notícia é que entre 2016 e 2017 houve uma pequena recuperação. O subsetor de Científicos, Técnicos e Profissionais (CTP) apresentou uma queda de 32% entre 2014 e 2017. Este subsetor está muito ligado ao PIB do país. O subsetor de Didáticos, que tem a maior participação de vendas ao governo, apresentou uma queda de 11% nos últimos dois anos (2016 e 2017).
     Todos estes dados preocupam as Editoras, fazendo com que investimentos sejam tomados com muita prudência.

Robson Luís Neu
Gerente Editorial da Editora Sinodal

(Fonte: Publishnews)

terça-feira, 12 de junho de 2018

Conversa com o autor Deolindo Feltz, autor de Câncer e Espiritualidade: sofrimento e ajuda

Olá! 

Esta semana,apresentamos a entrevista com o P. Deolindo Feltz, autor de Câncer e Espiritualidade: sofrimento e ajuda.Conheça um pouco mais sobre o conteúdo desta obra inédita, publicada pela Editora Sinodal.

P. Deolindo Feltz

Confira a entrevista na íntegra:


Como está sendo a experiência de ter seu primeiro livro publicado?

     Do ponto de vista pessoal é até estranho, já que não tenho um perfil mais intelectual. Tenho investido mais tempo na relação com pessoas do que com livros. É também engraçado ver meus antigos e recentes professores comprando o livro, ou mesmo o recomendando. Sinceramente, eu não imaginava que a pesquisa no mestrado resultaria numa publicação. 
     Do ponto de vista acadêmico, mesmo com certa timidez, acredito que o livro é uma obra importante, já que traz informações bastante atualizadas e consistentes a respeito do tema, coletadas ao longo de dois anos. 
     E do ponto de vista do público externo, me sinto mais tranquilo em dizer que se trata de uma obra que irá ajudar pessoas que querem obter informação e formação para atuar em contextos de enfermidade oncológica, na perspectiva da espiritualidade. Por isso, a sensação agora, diante de uma primeira experiência, é de um pouquinho de orgulho (aquele bom), de muita alegria, de gratidão e de satisfação. 

Por que exercer o pastorado no Hospital do Câncer?

     Espiritualidade e Medicina estão se reaproximando e estão em diálogo nos últimos anos. São inúmeras as pesquisas apontando para a possibilidade de medicina e fé, assim como no passado, poderem ocupar novamente os dois lados de um mesmo leito. O Sínodo Mato Grosso se propôs, em 2010, na forma de uma Capelania Hospitalar, a ocupar um dos lados.  

Na conclusão do livro, você diz que o livro nos auxilia “a entender que as marcas deixadas por um câncer são muito profundas, mas não tão profundas quanto as marcas que podem ser deixadas por alguém que decide se colocar ao lado e cuidar”. Como o cuidado espiritual ajuda a pessoa doente?

     A medicina tem bastante força quando se trata de dar esperança às pessoas enfermas. No entanto, a maior força para lidar com enfermidade ainda vem da fé. E nesse sentido, cuidar da espiritualidade das pessoas é ajudá-las através de visitas, orações, ritos, sacramentos, a se lembrarem de que são possuidoras de um sopro divino interior, que se constitui na maior força possível para lidar com as adversidades da vida. Naturalmente, essa força não evita sofrimentos, mas ajuda a lidar com eles. Assim, cuidar da espiritualidade das pessoas não é tanto se preocupar em levar algo, mas em conseguir ajudar as pessoas enfermas a se lembrarem de algo que sempre está ali.

Este livro surgiu em consequência do seu mestrado e de sua área de pesquisa. Você continua agora se especializando na Faculdades EST, em São Leopoldo, fazendo o doutorado. A temática de pesquisa é na mesma área?

     Estou no primeiro ano de doutorado. Existem dúvidas ainda sobre as dimensões da pesquisa. Só uma coisa está clara: a pesquisa sai do mundo adulto e vai para a pediatria.  Uma pergunta geral a ser respondida, nesse primeiro momento, poderia ser “Como cuidar pastoralmente, ou da espiritualidade, de pessoas em contexto de pediatria oncológica, seja família, seja paciente, seja profissional da saúde”? 

O que significou para você trabalhar com a Editora Sinodal?

     Confesso que fiquei surpreso com o parecer positivo a respeito da publicação da minha obra. Trata-se de uma editora que colecionou ao longo de muitos anos credibilidade e confiabilidade em se tratando de publicações, especialmente teológicas.  Seus critérios, sua capacidade e sua percepção de mundo a fazem colocar no mercado obras necessárias e atualizadas, tornando-a uma referência. Com relação à minha publicação, houve agilidade, criatividade e publicidade. Não tem como não se orgulhar de ter um livro publicado pela Editora Sinodal. 





Adquira seu exemplar clicando aqui!


Até a próxima!

sexta-feira, 8 de junho de 2018

Editora Sinodal participa do III Encontro Nacional de Estudantes de Teologia e Encontro Nacional de Docentes de Teologia

De 07 a 09 de junho, a Editora Sinodal participou do III Encontro Nacional de Estudantes de Teologia e Encontro Nacional de Docentes de Teologia, no Centro Mariápolis, em São Leopoldo/RS. 



A Editora esteve presente com uma banca, expondo a literatura que produz, com livros acadêmicos e livros populares, voltados ao estudo de teologia e à espiritualidade. 


No dia 08 de junho, o gerente editorial, P. Robson Luís Neu, falou sobre a Editora Sinodal e sua importante função a serviço da IECLB e sobre os próximos lançamentos de livros previstos para 2018. 



Aproveitando a oportunidade, a Editora/Livraria/Gráfica Sinodal doou um devocionário Castelo Forte para cada participante. Agradecemos à coordenação do encontro por este espaço valioso!


quarta-feira, 30 de maio de 2018

Saiba dos acontecimentos da Editora Sinodal no mês de maio

No dia 11 de maio, sexta-feira, das 19h30 às 21h30, aconteceu o lançamento do livro Envelhecer bem: Experiências, conflitos e transformações na comunidade Picada 48, no município de Lindolfo Collor/RS. A autora e psicóloga Simone Bracht Burmeister palestrou sobre o tema, enfatizando a necessidade do cuidado em todas as fases da vida e a importância da resiliência. “Só tem uma maneira de não envelhecer: morrer antes. Mas imagino que não seja essa a vontade de vocês. Portanto, vamos nos dedicar a envelhecer bem” – disse a palestrante. A Editora Sinodal esteve presente com seu gerente editorial, P. Robson Luís Neu, e o supervisor de vendas, Valdir J. R. Silva. Esteve presente também a Livraria Semear, que é distribuidora da Editora Sinodal.



Psicóloga Ms.Simone Bracht Burmeister
No dia 11 de maio, sexta-feira, às 21h30, aconteceu o lançamento do livro Câncer e espiritualidade: sofrimento e ajuda durante o II Encontro Nacional de Capelanias de Saúde da IECLB (Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil), no CECREI (Centro de Espiritualidade Cristo Rei), no município de São Leopoldo/RS. O autor, Pastor Deolindo Feltz, falou sobre o tema, enfatizando a importância deste livro para fortalecer o trabalho da Igreja na área da capelania hospitalar e o trabalho das comunidades eclesiais no acompanhamento a pessoas que estão passando pela experiência do câncer. A Editora Sinodal esteve presente com o seu gerente editorial, P. Robson Luís Neu. Ao final do evento, cada participante recebeu um exemplar do livro, presente da IECLB.
P. Ms. Deolindo Feltz

No dia 12 de maio, sábado, das 19h às 20h30, aconteceu uma palestra na comunidade Picada 48, no município de Lindolfo Collor/RS, sobre o tema Fé e cura . O autor P. Dr. Ingo Wulfhorst palestrou sobre o tema, enfatizando a espiritualidade como parte integrante e decisiva no tratamento de doenças e também no processo de cura. Com testemunhos práticos e resultados de estudos acadêmicos, o palestrante compartilhou com a comunidade um excelente momento de reflexão e estímulo à participação na vida comunitária. Ingo está escrevendo um livro sobre o mesmo tema, que será lançado pela Editora Sinodal em agosto de 2018. A Editora Sinodal esteve presente com seu gerente editorial, P. Robson Luís Neu; e o supervisor de vendas, Valdir J. R. Silva. Esteve presente também a Livraria Semear, distribuidora da Editora Sinodal.


 P. Dr. Ingo Wulfhorst


Acompanhe o blog da Editora Sinodal e saiba todas as novidades!

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Conversa com o autor Eder Vasconcelos, de A Essência da Oração

Olá! 
A partir deste mês, vamos apresentar pequenas entrevistas com autores e autoras das obras publicadas pela Editora Sinodal em nosso blog. Hoje, a conversa é com Eder Vasconcelos, que escreveu o livro A Essência da Oração junto com Emerson Aparecido Rodrigues. Dessa forma, você vai poder conhecer um pouco mais do conteúdo de cada livro que é publicado pela Editora Sinodal. 

O autor Eder Vasconcelos

Venha saber mais sobre A Essência da Oração:

No livro, vocês enfatizam a oração como espiritualidade, expressão de fé, e a ação como resposta desta expressão?

Bem, a oração em si não é espiritualidade. Ela é uma disciplina, um elemento importantíssimo da espiritualidade. Certamente a oração deve levar o cristão a uma ação concreta. A um compromisso com a sua comunidade de fé. A essência da oração é o encontro, o contato com uma pessoa: Jesus, o Filho orante do Pai. A essência da oração cristã se desenvolve seguindo os passos, as pegadas de Jesus. O âmago, a seiva, a essência da oração é crermos que Deus é fiel, bom e generoso que nos acolhe sem merecermos na sua infinita misericórdia revela no rosto de seu Filho.

A oração é uma ação humana ou a iniciativa é de Deus?

O ser humano é um ser religioso por natureza. Dentro dele já está o desejo pela transcendência, pelo sagrado, pelo Inefável. O ser humano então suplica, lamenta, louva, bendiz e Deus ouve o grito, o seu pedido de socorro. Pode-se dizer que a oração é uma ação humana que se une ao coração de Deus, que sempre está em busca do ser humano que ele fez à sua imagem e semelhança.

Qual é a importância da oração em sua vida?

A oração começou a fazer parte da minha vida ainda muito cedo. Foi na família que aprendi a chamar Deus de Pai. E, hoje, tenho plena consciência da necessidade de orar sempre. A oração é o alimento diário da alma sedenta. Sem oração nada tem sentido. Nela, encontro luz e força para caminhar e trabalhar. Sem uma vida de oração, o que tenho a oferecer aos meus irmãos e irmãs com quem convivo e trabalho? Meu dia começa marcado pela escuta da Palavra de Deus, da meditação e da oração. Nosso Instituto (Instituição Religiosa) tem como carisma: oração e caridade. Oração + ação.

O que significou para você trabalhar com a Editora Sinodal?

Nossa!! Como dizer isso... Vamos lá! Foi uma experiência diferente. Uma experiência nova. Uma experiência ecumênica. [...] Esse é o primeiro ponto. O segundo que muito me agradou foi a atenção, a valorização do autor, a dedicação e o compromisso de fazer uma obra bonita e bem feita. Mas o que mais gostei é que não existe burocracia. O autor pode conversar com o Editor, o vendedor (descontraído/engraçado) sem rodeios, sem impasses. Espero que esta parceria seja duradoura e abençoada. Resumindo tudo: uma bela experiência onde a distância (Sul x Norte) deixa de ser um obstáculo.


Gostou?

Adquira seu exemplar clicando aqui!

Até a próxima!


quarta-feira, 16 de maio de 2018

A Essência da Oração - autores apresentam livro em São Paulo e Manaus

No dia 12 de maio, a Livraria Loyola, situada no bairro da Sé, em São Paulo, promoveu uma manhã de autógrafos com um dos autores do livro “A Essência da Oração”, Emerson Aparecido Rodrigues. O evento teve início às 10h e encerrou por volta do meio-dia. 









Já na parte da tarde, Emerson participou de um bate-papo na Comunidade Católica São Francisco, no bairro Jardim Grimaldi, também em São Paulo. Durante a conversa, que foi descontraída e alegre, as pessoas foram convidadas a refletir sobre a essência da oração cristã. O encontro encerrou às 17h.





No dia 23 de maio, Eder Vasconcelos, também autor da obra, palestra sobre o tema ao público de Manaus. O evento acontece a partir das 19h, no Centro de Estudos Teológicos Brasileiro (CETEO), seguindo com uma sessão de autógrafos. 


segunda-feira, 7 de maio de 2018

Lançamento do livro Palavras que Inspiram acontece na Comunidade Bom Pastor em Novo Hamburgo


No dia 29 de abril, na Comunidade Evangélica de Confissão Luterana Bom Pastor, em Novo Hamburgo/RS, aconteceu o lançamento oficial do livro Palavras que inspiram: Reflexões à luz da espiritualidade cristã. A celebração iniciou às 8h30min, com culto de gratidão. 


O oficiante, P. Jaime Jung, destacou frases e textos da obra ao longo da liturgia. 




Logo após a bênção comunitária, o gerente editorial da Editora Sinodal, P. Robson Luís Neu, falou sobre o projeto do livro, iniciado em março de 2017. 



Ele agradeceu pelo trabalho do organizador, pela cedência de texto de cada escritor e escritora, e agradeceu pelo apoio do conselho responsável pelos programas evangélico-luteranos da Rádio União.



 Em seguida, o organizador da obra, P. Jaime, chamou à frente do altar os 12 escritores e escritoras presentes. Muitos outros gostariam de estar presentes, mas devido à distância e outros compromissos, não foi possível. 




O P. João Artur Müller da Silva falou em nome do Conselho Intersinodal de Programação Evangélico-Luterana da Rádio União, destacando os projetos anteriores ao Palavras que inspiram, sob os nomes Um olhar para o vale e Conversando com você. A Pa. Sinodal do Sínodo Nordeste Gaúcho, Tânia Cristina Weimer, falou em nome da Rádio União. 



Ela ressaltou a importância de mensagens cristãs e sua propagação ao maior número de pessoas possível, tanto pelas ondas da rádio como pela publicação em livro. Em nome dos escritores e das escritoras, a Sra. Dione Dias de Moraes agradeceu pela oportunidade de colaborar. É a segunda vez que ela participa de um evento oficial de lançamento de uma obra. Para ela, esse momento é muito importante, pois coloca-se sob a bênção de Deus o que foi escrito por mãos humanas. 




Após a celebração, foi servido um coquetel, preparado pela comunidade local. A Editora Sinodal esteve presente com uma banca, onde expôs a obra lançada e também outros lançamentos.




 Foi um domingo muito bonito. Ao final da celebração, o sorriso no rosto das pessoas expressava a gratidão pelo lançamento da obra. 



Este foi o sinal mais bonito e evidente da importância da parceria com as comunidades e com cada pessoa que participou deste projeto.